terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

Sweet Dream - 1ª Capitulo




Tudo começou em um dia normal em casa com seus pais, quando o seu pai teve a ideia de você, sua mãe e seu irmão irem passar as férias no Canadá.. Você ficou muito animada e feliz, pois iria ser a primeira vez que você sairia do país.


Você era uma garota meiga, se apega fácil as pessoas e que sempre se apaixona-se rapido, você tinha 15 anos...
Você perguntou a sua mãe se a sua melhor amiga, a Marianne poderia ir junto, e ela deixou. você falou com a Mari e ficou tudo certo para a viagem..


Depois do dia seguinte, você, sua familia e a Mari foram pegar o avião para ir pro Canadá, vocês foram e pegaram seus lugares, você sentou perto da Mari, sua mãe com seu pai e o seu irmão com uma garota estranha. A viagem foi muito longa e cansativa, você não via a hora de chegar logo no Canadá. Quando chegou lá viu uma casa simples e linda ao mesmo tempo, que seus pais já haviam morando antes de você seus irmãos nascerem. Enfim, vocês entraram arrumaram suas coisas e foi dar uma volta pela rua com a Mari, já era de dia, você rodaram a cidade toda literalmente. depois vocês voltaram para casa. vocês e sua família jantaram e foram dormir, naquela noite você teve um sonho estranho, mostrando que você nunca mais iria voltar para o Brasil, nunca iria ver os seus amigos, NUNCA... então você acorda assustada e vai beber um pouco d'água e quando sobe para seu quarto você ouve os seus pais conversando, a porta estava escancarada e você escuta sua mãe dizendo...


SuaM: querido, você não acha melhor a gente ficar aqui ?

SeuP: mas a gente já está aqui querida
SuaM: eu sei, mas, eu to falando morar aqui
SeuP: eu não sei, e se as crianças não quiser ficar aqui, a vida da (SeuNome) e do Leandro (<~seu irmão) é no Brasil, eu não sei se eles vão querer morar aqui
SuaM: então faz assim, vamos pensar e quando nos tivermos a escolha, nos contamos pra eles, tudo bem ? 
SeuP: pra mim tá ótimo
SuaM: hum ~beijo~ 


E seus pais foram dormir, e você passou a noite em claro pensando nisso, pensando se realmente você iria morar no Canadá, você sabia que iria perder muitas coisas que havia no Brasil, mais iria ser melhor pra você recomeçar a sua vida, fazer novos amigos e tals....


No dia seguinte estava todos na cozinha  e seu pai anunciou que você sua família iria ficar no Canadá.. você logo surpresos disse:


Você: o que ?? O.O
Pai: isso mesmo o que você ouviu, nós vamos morar aqui, no Canadá
Você: mais e meus amigos do Brasil ?? minha vida lá ??
Pai: Você vai fazer novos amigos e vai começar uma nova vida aqui
Mãe: isso mesmo filha
Leandro: por mim tudo bem :)
Maê: ta vendo filha ? vai ficar tudo bem
Você: mais e a Mary ??
Mãe: se ela quiser, ela pode ficar aqui também :)
Você: que bom


Você foi pro seu quarto avisar para seus amigos, que vc iria ficar lá.....


Continua com 3 coméntarios *--*

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

Satisfação.

Eu sei que o 7º capitulo está super pequeno e sem graça e que eu estou demorando muito pra postar, é que eu estou totalmente sem criatividade para escrever e TOTALMENTE SEM incentivo. Eu perco a vontade de escrever porque vocês não estão comentam então eu penso que ninguém está lendo a minha novela, então POR FAVOR se alguém estiver lendo, comenta ai eu continuo postando, se não... não adianta postar sem ninguém ler né :/


                                                                                                                       @DerekMyDream

Sonho Possível - 7º Capitulo

                                                                7º Capitulo

(...)mas me segurei e atendi o celular.

Ligação on –
Justin: Oi
Carol: Oi, achei que você não ia ligar.
Justin: Sabe Carol, foi muito bom o tempo que eu passei com você, muito bom mesmo, mais você sabe eu estou em turnê e não posso mais ficar aqui em São Paulo, eu queria muito mas não posso desapontar meus fãs.
Carol: Ah claro, eu entendo. – Na mesma hora meu sorriso desapareceu.
Justin: Eu não queria me despedir assim, me desculpa.
Carol: Não, tudo bem. Foi muito bom te conhecer pessoalmente, bom... boa viagem então, tchau.
Justin: Obrigado, tchau.
Ligação off –

Me joguei na cama e comecei a chorar, era tudo verdade, não tinha adiantado eu ter esperanças, afinal ele era o Justin Bieber e eu era apenas uma menina comum, com milhões de garotas do mundo inteiro aos pés dele, até parece que ele ia se apaixonar logo por mim. Fiquei muito triste e como eu estava muito cansada acabei dormindo.

- Enquanto isso com o Justin ON -
~pensamento do Justin no aeroporto~ Espero que a Carol não tenha ficado triste comigo, não queria ter me despedido daquele jeito com ela, queria ter falado muito mais pra ela, queria ter ficado mais tempo com ela e conhece-la melhor.
Então o Kenny aparece e pergunta:
Kenny: Justin, ta tudo bem?
Justin: Ah, ta sim, eu só to um pouco cansado. – disse mentindo.
- Justin OFF –

CONTINUA...

domingo, 15 de janeiro de 2012

Sonho Possível - 6º Capitulo

                                                        6º Capitulo
- Pode falar.
- O meu namoro com a Selena Gomez é tudo marketing, os nossos empresários decidiram isso, eu não tinha concordado com isso, mas depois eles me convenceram falando que era bom pra minha imagem e pra dela também.
- Sério? Eu sempre desconfiei disso.
- Então tá... vamos mudar de assunto e falar sobre você.
- O que quer saber?
-Ah eu quero saber tudo.
-Pode demorar um pouco eu levo uma vida muito agitada.
Nós rimos e ficamos trocando olhares quando eu disse:
-Para com isso.
-Isso o que?
-Para de fazer essa carinha ai, hahaha. Bom...temos que ir.
- É, vamos.
Voltamos para o pegar carro, no caminho fomos conversando e ele disse:
- Eu adorei o dia de hoje.
- Eu também
- Você é tão diferente das garotas que eu já conheci.
- Diferente esquisita, Diferente chata...
- Diferente Surpreendente... De um jeito bom. – Disse ele segurando a minha mão. Você fala coisas pra mim que ninguém tem coragem de dizer.
- Você também é bem surpreendente.
- Sério? Como?
- Pra começar você é um péssimo motorista, o que é estranho pra um cara que tem uns 4 carros hahahaha.
Chegamos até o carro e o Justin tentou tirar o carro da lama, ele foi atrás do carro e pediu pra eu pisar no acelerador, eu pisei e acabei pisando muito forte que ficou espirando lama nele. Então ele falou:
- Chega, para.
E eu fiquei rindo, ele veio e me sujou de lama então eu sai do carro e ficamos jogado lama um no outro. Estavamos todos sujos e ele falou que tinha que passar rápido no hotel para a gente se limpar e ele me levar para casa. Então nós chegamos e entramos correndo para a suíte dele para ninguém nos ver, ele me deu uma de suas roupas para eu vestir. Eu fui tomei banho e ele também, quando ele voltou ele riu de mim porque as roupas estavam largas.
Então ele pegou outro carro e me levou para casa, ele parou em frente a minha casa e disse:
- Foi bem divertido espero que possamos sair de novo qualquer dia.
-Sério? – Eu disse meia surpresa.
- Aham.
Então eu dei um abraço e um beijo em sua bochecha nós nos olhamos e eu sai do carro e disse, boa noite e ele também, entrei em casa e dei um tchau pela janela e ele foi embora. Entrei em casa na ponta dos pés para ninguém escutar, subi pro meu quarto, coloquei o pijama e fui dormir com um grande sorriso no rosto.
No dia seguinte acordei e fui direto tomar café da manhã, quando de repente a apresentadora de um programa de televisão começou a falar do Justin:
Apresentadora: O cantor internacional Justin Bieber saiu para conhecer São Paulo e horas depois apareceu no hotel que está hospedado com uma garota misteriosa, á quem diga que essa garota pode estar roubando o coração do popstar.
Eu não tinha acreditado no que tinha acontecido, fui pro quarto deitei na cama e fiquei olhando pro teto relembrando tudo o que tinha acontecido e rindo sozinha, eu precisava falar com ele mais não tinha o telefone dele, só ele tinha o meu, então esperei ele ligar.
Se passaram alguns dias e nada dele ligar, eu já estava perdendo as esperanças, achando que tudo não passava de apenas ilusão, fiquei pensando que ele era famoso e eu era apenas uma menina normal, e além do mais ele não morava no meu pais, que chance tinha dele ter se apaixonado por mim, apenas uma fã dele, até que meu celular toca meu coração já estava a mil, fiquei com vontade de gritar, mas me segurei e atendi o celular...


CONTINUA

sábado, 14 de janeiro de 2012

Sonho Possível - 5º Capitulo

                                                          5º Capitulo
Quando ele parou o carro e começou a me imitar fazendo uma “voizinha”:

-vira aqui, essa é a estrada, eu tenho certeza...

– Eu tinha certeza.
– Ah sim teve muita certeza

- Anda com o carro, ainda estamos parados.

Ele começou á acelerar mas o carro não andava, porque estava na lama, quando olhamos pela janela, tudo em volta estava cheio de lama, então eu disse:

- Ah ótimo.

– A gente vai ter que sair pra empurar.

– Otimo.

– Espera eu te ajudo.

– Não precisa.

– Porque você está tão nervosa?

 - Ah você não sabe?

 - Entrar nessa estrada de terra não foi ideia minha!           

- Ah você está me culpando?

- Ah esquece, agente vai ter que sair daqui.                                                                                                                                                                                                                                   

Achamos um tronco e o Justin subiu nele e me deu a mão para me ajudar, quando ele escorrega e caiu, nisso eu acabei caindo também na lama, nós conseguimos sair e o carro ficou atolado lá, então o ele disse:

- aah meu carro D:

Nós estávamos cheios de lama, dos pés á cabeça. Então começamos á andar tentando achar a estrada de novo, eu fui na frente meia irritada e ele me perguntou:

- Você ta irritada?

- Não, eu só quero ir pra casa, ver a minha família e explicar porque eu desapareci.

- Sabe o que eu quero? Eu quero me divertir, pela primeira vez em anos não tem repórteres nem paparazzi e eu to curtindo isso.

Eu sai andando sem falar nada e ele disse:

- Eu sei que você ta nervosa, mas e se eu te contar uma coisa que ninguém mais sabe?

- O que é?

- Agora quer saber né.

- ah fala logo. –Eu disse empurrando um pouco ele.

- É que quando eu conheci você...- disse ele entrando em um mato enorme e que acabou caindo.

- A meu Deus, Justin.

Mas na verdade ele tinha me enganado ele me agarrou e se jogou em um rio junto comigo. Ele ficou rindo e então eu disse:

- Justin, eu não sei nadar

- Ah caramba.

Então eu afoguei ele e disse:

- Haha, mentira.

- Como você é má.

- Você mereceu.

Então ficamos jogando água um no outro e rindo.

Saimos da água molhados, sentamos em uma rocha, ficamos conversando e olhando a paisagem, quando eu disse:

- Esse lugar é muito lindo né

-É, muito.

- Eu queria ficar aqui onde ninguém pode me encontrar.

- Por quê?

- Ah porque todo mundo quer uma coisa de mim...apresentação, entrevista, uma foto.

- E a sua turnê?

- O que que tem?

- Não entendo muito disso, mas acho que é demais, fazer tudo isso ao mesmo tempo.

-Eu não tive escolha.

- Todo mundo tem uma escolha, o que você quer?

- Eu sei o que eu não quero fazer, não quero decepcionar meus fãs eu não estaria onde eu to sem ele, então...eu nunca digo nunca.

- NEVER SAY NEVER. – eu disse rindo. Sabe...a sua vida é tão diferente da minha, tudo o que você faz é tão grande e publico.

- ah nem tudo, agora...aqui com você, eu sinto que eu posso ser eu mesmo, não o Justin Bieber, o famoso...Eu posso ser eu.

- E você gosta?

- Gosto muito. – disse ele rindo. Ah e eu queria te contar uma coisa.

- Pode falar.


CONTINUA

Sonho Possível - 4º Capitulo

                                                        4º Capitulo
Quando cheguei, vi uma pessoa sentada em um banco do outro lado da rua, fui até lá e sentei do lado dela e disse:
-Conseguiu outra peruca?
-Como você sabia que era eu?
-Ah sei lá, só sabia.
E ficamos dando risada lá, então ele disse:
-Então qual é a surpresa?
-Bom como você disse, eu conheço a cidade melhor do que você, então eu vou te mostrar um pouco de São Paulo.
Eu adoro o seu jeito – diz ele dando um sorrido.
Então eu e o Justin entramos no carro dele (no Brasil não pode dirigir com menos de 18 anos, mas finge que pode KKK) e ele ligou o rádio, quando começou a tocar a música One Time e nós rimos, então ele começa a cantar junto com a música e eu também. Eu levei ele para a Galeria do Rock, nós andamos muito lá dentro, tiramos varias fotos. Quando saímos da Galeria ele viu um “Outdoor” falando da My World Tour e com uma foto dele, eu ri e tirei uma foto dele em frente ao “Outdoor”. Eu levei ele á vários lugares, voltamos pro carro e continuamos cantando, quando eu falo:
- É o dia perfeito. – Dando um grande sorriso.
Quando surgiu um carro cheio de paparazzi atrás da gente, e ele disse:                                                                                       – Pena que acabou, ah que droga. Eu tenho que despistar esses caras.                                                                                                                                                                                                                                  Eu falei um outro caminho pra ele, ele me perguntou:
- Tem certeza?
-Tenho.
Ele virou á esquerda em uma estrada de terra, o carro dos paparazzi não viram e passaram direto, nós ficamos procurando a estrada mas não achamos, quando ele disse:
-Você tem certeza que esse é o caminho certo ?
-Acho que não. – Disse fazendo uma cara confusa.
–Vou virar aqui.
–Não, vira na próxima.
–Mas você nem sabe a onde a gente está.
–Só dirigi, eu sei a onde a gente está.
–Você acha que sabe tudo?                                                                                                                                                                                                                                  -Eu o que?
-Fala serio, você não sabe aonde a gente está.
Quando ele parou o carro...


CONTINUA